domingo, 22 de janeiro de 2012

VIDA

Eterno é o amor que criou a vida
no seio do Universo infinito!

Contida num mínimo ponto primordial,
florida em explosão colossal,
na expansão perpétua se difunde
por milhões de galáxias,
inquieta se abriga neste berço,
turbilhão de nuvens etéreas e nuances,
vastidão de oceanos azuis, ondulantes,
que refrescam e da terra se apartam.

Na água, desenvolve a semente,
simples que é, complexa se torna,
em várias formas que às margens sobem
e evoluem, montes e vales cobrindo,
os céus decorando de asas belas,
no solo vicejando em paixão gloriosa,
se agigantando em dinossáurios
que o planeta dominam, fabulosos.

Depois, gelos brilhantes talham paisagens,
degelos velozes inundam o mundo,
humanas formas se erguem e vêem
no amor eterno a fonte da vida.

Cientes da centelha que em si carregam,
cruzam-se e em seu seio acolhem
o mínimo ponto primordial, a germinar,
desdobrando suas células, evoluindo,
até criar novo ser, novo universo,
estafeta essencial na caminhada infinda
da vida – suprema criação do amor eterno.

Ilona Bastos

1 comentário:

Webston Moura - contatowebston@gmail.com disse...

Gostei do teu blog!

Sugestão: http://professorubiratandambrosio.blogspot.com/

.....................